Tuesday, March 23, 2010

manifesto XÉXÉ



A cada esquina da rua; a cada nova janela aberta na internet, a cada roupa interior suja e imediatamente lavada e passada a ferro; cada tradicional refeição à hora do costume com as mesmas pessoas sentadas à nossa volta na mesma mesa; a cada som de passarinhos a acordar ou polén a esvoaçar em direcção a uma nova estação; cada criança nascida, cada avôzinho finalmente adormecido de vez; a cada nova noite sem dormir para cumprir prazos – ou a dançar para fazer esquecer toda a semana que estivemos numa secretária a trabalhar com coisas com que a nossa alma não acredita (por dinheiro, sim por dinheiro, por sobrevivência, por hábito, porque não seguir a maré? Porquê lutar contra ela? Alguém sabe de alguma solução mais plausível?)

Xéxé sabe! Xéxé está dentro de vocês e vocês estão dentro de Xéxé! Xéxé não é uma religião, Xéxé é! Quer queiram quer não! Quer queiram quer sim! Não queiram quem quer! Sim quem querem quer! Xéxé é para quem quer, Xéxé não é para quem pode! Xéxé não quer saber se vocês estão felizes com a única vida consciente neste vosso corpo que alguma vez terão! A escolha é vossa, Xéxé não escolhe por vocês, vocês têm de seguir o Xéxé dentro de vocês, o instinto pelo sonho, a intuição sem medo, a demanda pelo prazer, a busca pela aventura! Xéxé sabe que todos nós nascemos por um motivo! Xéxé sabe que, quer cumpram o que querem cumprir, quer não o cumpram, depende de todos nós ao mesmo tempo! Xéxé é uma questão pessoal e partilhada! Mas Xéxé não é deus! Xéxé serve de deus para quem de Xéxé quiser usar como deus! Xéxé é quântico! Xéxé é zeitgeist! Xéxé é o gatinho fechado dentro da caixa de Schrödinger! Xéxé é os cientistas que observam e dirigem para a caixa raios mortais e tiram as suas próprias conclusões Xéxé de quais as probabilidades do gatinho sobreviver, ou não! Xéxé é observação! Xéxé é um flashback de ácido! Xéxé é quando tudo o que damos por certo se dissolve e derrete e uma pequena frincha do véu de Maya se dá a mostrar, como um decote, no aqui e agora impossível e ser outro! Xéxé é provocação do inorgânico! Xéxé é o além! Xéxé é arte! Xéxé é a epifania, o néctar, a poesia, o amor, a violência, o ódio, a alegria! Xéxé não tem nada a perder, Xéxé tem tudo a ganhar! Xéxé é a dádiva, é o feitiço da miséria, Xéxé depende da tua escolha, Xéxé depende de Ti! Se acreditares em Xéxé, Xéxé será real, será a tua ferramenta para seres tudo ou nada ou algo intermédio entre os dois, os três, os quatro, os cinco, os seis, os sete, os oito, os nove, os dez, os onze, os doze, os treze, os catorze, os quinze, os dezasseis, os dezasete, os dezoito, os dezanove, os vinte-um, os vinte-dois, os vinte-três, trinta-três... Xéxé vê o espaço e o tempo a passarem e preocupa-se duma maneira naturalista, Xéxé é optimista porque tudo o que vier será Xéxé! Claro que deveremos preocupar-nos com a poluição, o aquecimento global, as tiranias fascistas em povos onde suas populações são torturadas, escravizadas, impedidas de se emanciparem e mortas à fome! Devemos preocupar-nos com tudo o que nos preocupa a todos! Só poderemos ser verdadeiramente felizes se toda a gente no mundo estiver verdadeiramente feliz! Não é assim tão díficil! Xéxé não é hippie, Xéxé não é punk! Xéxé é revivalista duma panspermia original! Xéxé gosta de história, antropologia e biologia, gosta de sociologia, astronomia e astrologia! Devemos preocupar-nos com tudo o que nos faça preocupar! Porque o corpo frágil que habitamos – controlado por nosso cérebro, nosso cefalópode que se erigiu das águas e deu origem a toda a vida que vemos, controla o nosso coração. E, todos os pensamentos negativos que tivermos se não forem soltos na direcção correcta sem darem origem a pensamentos negativos em mais ninguém, formarão mal-formações que te matarão sobre a forma de doenças, vírus, ou autocarros conduzidos por serial-killers desenfreados numa crise de meia-idade! Xéxé é controlo! Xéxé é teatro! Xéxé não precisa de público! Xéxé é um mal entendido, uma falha, uma música sem harmonia nem refrão que ninguém tem paciência de ouvir porque não faz sentido, nem significa nada, nem ajuda a ninguém! Xéxé é estática, é ruído de fundo, é crime, é desobediência civil, é um motim no centro de todas as capitais do mundo, ao mesmo tempo que é uma manifestação pacífica onde tudo do melhor é servido sem a conspurcação da compra, nem da posse! Xéxé é comunista, é ditador, é todas as discussões sobre os mesmos temas que toda a gente tem todos os dias! Xéxé é asceta epicurista mas gosta do conforto e da qualidade com qualquer outro Xéxé! Xéxé sabe que o que todos vitalmente precisamos é dum telhado, de comida, água e amizade! O entretenimento e o luxo temos de criá-lo, de preferência com as prórprias mãos! Xéxé não gosta mesmo nada de intermediários, apesar de entendê-los, respeitá-los, fazem parte de tudo o que já fizemos! Todo este betão onde Xéxé vive e digere e cospe e fuma e berra insanidades para todos ouvirem, Xéxé tem de admitir que é natural, fomos nós que o criámos, e nós somos naturais, somos Xéxé – daí terá de ser considerado como algo natural, tal como as pétalas cristalinas duma flôr, um metal precioso, uma central atómica, ou um rôbot que saiba chorar e fornicar!

Durante o tempo que vos levou a ler estes xéxéismos já milhares de objectos inúteis foram comprados e vendidos no mundo industrializado europeu, americano, japonês, entre outros... Xéxé acredita na igualdade, justiça e paz entre as pessoas! Xéxé acredita que essa utopia será um dia possível! Xéxé acha que toda a gente deveria abdicar de si para dar ao próximo que mais precisar! Xéxé sabe que isso é anti-ego, anti-animal, Xéxé sabe que os seres humanos não estão habituado a dar ao próximo melhor do que dariam a si próprios ou a seus familiares! No entanto, Xéxé vê que são essas as histórias de encantar com que vocês todos deliram e veneram à tantos séculos já! Até parece que existe qualquer espécie de premonição, ou predisposição das coisas que acontecem a que temos sempre a tendência a chamar de coincidências porque a nossa ciência não as pode provar e todas as antigas inteligências do nosso planeta de alguma forma se auto-mutilaram ou foram erradicadas por versões diferentes delas mesmas! Jesus Moisés Buddha são Xéxé! A Manuela Moura Guedes, o Pinto da Costa, o João César Monteiro, o Hérberto Hélder, o Cavaco Silva, o Mário Soares, o Quim Barreiros, a Rosa Mota, a Amália Rodrigues, a Marisa Cruz, todos os portugueses são Xéxé! Xéxé é indigo! Xéxé é da geração vídeo, da geração dvd, da geração ipod, da geração 3G, da geração nanotecnologica, da geração imortalidade, da geração second life, da geração chatrooms, da geração que escreve sem papel e poderá aprender a tabuada downloadando um ficheiro e espetando-o via usb pela testa adentro directamente até ao lobo frontal cerebral que processa informação matemática! Xéxé conhece a sagrada geometria do mundo onde vivemos! Xéxé compreende o que é a secção aúrea, compreende que todos os sólidos, todas as dimensões que o nosso córtex em desenvolvimento ainda não consegue percever podem ser controladas através do nosso maior e concentrado desejo de iluminação! Xéxé admira a magia do caos, da crença absoluta e transcendente. Xéxé não duvida que seja sugestão, Xéxé não duvida que possa ser simplesmente um placebo, uma ferramenta para o ser se sentir melhor através duma ilusão! Xéxé prega que tudo deve ser feito através de todos os métodos para incrementar a consciência de si e dos outros, em prol da satisfação total e imediata, sem nunca pisar sobre o caminho que outros xéxés desenham para sua própria satisfação total e imediata! Xéxé não é um pseudo-cientista! Xéxé não acredita em tudo que lhe apeteça! Xéxé acredita em Tudo! Xéxé acredita em Nada! Caso a nossa civilizaçãozinha seja destruída por cataclismos previstos pelo destino ou impulsionados por nós próprios, não faz mal, mal faz não, faz não mal, mal não faz! Sim Não Talvez! Xéxé está preparado para o que vier! Xéxé está preparado para voar ou para ser enterrado! Xéxé é droga! Xéxé não quer morrer apesar de saber que é imortal! Xéxé gostaria de dar a sua vida mortal por uma causa maior! Xéxé não acredita na reencarnação mas também não a nega! Xéxé não nega nada que nunca tenha visto, mas também não tem coragem de comprovar tudo o que tenha visto suceder em frente dos seus dúcteis olhos! Xéxé é palpável mas prefere a invisibilidade! Xéxé é alfacinha de gema! Xéxé já esteve em muitos lugares diferentes! Xéxé já leu muitos livros! Xéxé já viu muitos filmes! Xéxé já lidou com muitas situações! Xéxé já foi muita música! Xéxé já conheceu muita gente! Xéxé gosta de estar sozinho por sentir que isso é impossível! Xéxé é café, a rapidez do século XXI, é receber muitos estímulos ao mesmo tempo e deixar o seu bio-computador assimilá-los todos e tirar conclusões! Xéxé duvida que seremos estas versões símias durante muito mais tempo, com a velocidade que nos dão a comprar anda a evoluir, Ela, evoluir-nos-á também e, loucuras divinas estarão à mercê dum preço! Xéxé ama sonhar lúcido, Xéxé ama viver a dormir, Xéxé medita só para comunicar calado com quem já morreu, com que já teve filhos astrais! Xéxé não é esotérico, só que Xéxé já viveu tanta coisa à beira da morte que o fez acreditar que não quer viver ceguinho até ao resto dos seus diazitos neste planeta, nesta envelhecida pele com estes cansados ossos e estes horríveis pêlos que estão sempre a crescer em todo o lado!

Xéxé é uma espécie à parte! Conjuga-se nos quatro elementos e eles os quatro conjugam-se nele! Xéxé anda pela vossa cidade, toca guitarra nos vossos pesadelos como um quinto elemento florescente que se nota está totalmente deslocado do vosso imaginário coerente! Agarrem Xéxé, peçam a Xéxé para que vos mostre o que existe do outro lado! Tudo em que praticarem com as garras absolutas do desapego vindouro, com aquele ensejo onírico da físico-química, a feitiçaria dos seguidores, será Xéxé! Será comida para os pobres, será microfone para os dramaturgos, será um palco para actores, será um filho para os inférteis, será uma casa para os abandonados, será culpa e redenção para os invejosos e assassinos, será um espelho para os desistentes, será uma saída para os suícidas, será uma fórmula eterna para quando te sentes prestes a fugir até às estrelas da perda, será um novo parceiro para os solitários, será um bolsa para os estudantes, será um membro para os decepados, uma granada de serpentinas para os militares, será bom senso para os dirigentes oligofrénicos das multinacionais que matam pessoas em troca de notas às corzinhas com significados patéticos, será leite para bébés, esperma para úteros, cura para epidemias, fundações que não possam ser erradicadas por tsunamis, será mudança para todas as rotinas, será seres como conseguires, como tentares, como arriscares, como um permanente desafio, como a permanente novidade que é acordar cada dia e vivê-lo como se fosse o primeiro, como se não fosse a maravilhosa ilusão que é, como se não fosse um jogo hilariante em que tudo está em contacto com tudo e tudo influencia tudo e tudo é Xéxé! Não endoideças, sê espiral! Não penses, deixa que seja levado até ti por Xéxé através do que sentias quando eras pequenino e o que conhecias não passava duma fotografia do que já se tinha passado...

5 comments:

Lviz said...

tens aqui algo que merece mesmo muito ser lido! inda nao li tudo, mas vou-o fazer em breve.. grande texto!

e obrigado por teres passado plo meu espaço e pela opinião...

saudações

Lord of Erewhon said...

LOL

Di said...

lololol que grande regresso...

Anonymous said...

ganda texto! bue fixe, mas andarem a escrever nas paredes ja nao e tao fixe!!! em vez de andarem a sujar que tal ajudarem a limpar, nao???

Lady Ant said...

A Semiramis tem um cancro na conassa